quarta-feira, 28 de outubro de 2015

I am so tired....

I am so sick of this...
I need to go from it all.
I don´t like my...
I want to be free
I need other live
I need something or someone in my life that change everthing
I feel empty and directionless
I want feel positive changes in my life
I need time and space for me
I want to be happy...
 
 

sábado, 24 de outubro de 2015

Novo nome do blog


Olá a todos!
Mudei o nome do meu blog mas vão sempre continuar a ser os meus mirrors. Gosto muito do nome.
Estou a escrever este texto para vos comunicar que mudei o titulo do meu blog para os mais distraídos. O blog agora chama-se :" I am invisible but with style". Adoro simplesmente o nome e espero que vocês também gostem. Algumas alminhas podem pensar: No outro dia explicou o significado do nickname, agora o blog também diz que é invisível. Parece mesmo que se está a fazer de coitada.
E eu digo sempre que este é o meu cantinho. Apesar de ter dito que não vou escrever textos tão pessoais como já escrevi quero deixar a minha marca. A marca da Invisível. Não estou a fazer de coitada, simplesmente gosto do nome. A única coisa boa de se ser invisível é que nos dá inspiração para muitas coisas. No meu caso foi para o meu titulo do meu blog desta vez.
*Beijinhos da Invisível*

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Nickname...



Olá mirrors.
Hoje venho vos dizer o porquê do meu nickname ser: Invisível Chique.
 A parte do invisível é porque sou invisível para toda a gente. Como eu costumo dizer: Eu posso matar muita gente que as pessoa nem viam de onde vinha a bala. Também costumo dizer que eu vejo toda a gente e ninguém me vê . Outro ponto também para este nome é simplesmente quando eu desapareço da vida das pessoas mesmo aquelas que tive algum tipo de historia, essas pessoas esquecem se de mim. É triste ser tão insignificante. Sou insignificante à vista e sem ser à vista. Daí o nome Invisível.
Quanto ao chique fui porque eu sempre foi criticada pela maneira que eu me vestia. Olhando agora eu não me vestia como gostava mas ninguém tinha o direito de julgar. "Não se julga o livro pela capa."
Actualmente visto me como gosto, pelo menos parte do que posso ter. Daí o chique.
Espero que tenham percebido o meu nickname.
*Beijinhos da Invisível*

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Vizinhos barulhentos!



Olá mirrors. 
Hoje o texto é sobre vizinhos.
Quem percebe a importância deste tema são principalmente as pessoas que vivem em prédios ( porque nas vivendas não temos o problema do barulho) e eu infelizmente tinha que estar incluída no grupo né.
Eu tenho uma vivenda e já vivi nela e às vezes ainda passo lá dias e as diferenças são muitas. Por isso como vão ver eu não estou propriamente a falar à toa.
Apesar de adorar a minha vivenda, prefiro viver na cidade. As coisas estão mais perto e já estou também habituada ao barulho dos carros e tudo o que tem haver com a cidade . A única coisa que eu não gosto são os meus vizinhos daqui onde vivo. Estou me a referir aos que vivem por cima de mim mais concretamente. Fazem imenso barulho até às horas que eu gostaria de dormir porque eu no dia seguinte levanto-me super cedo. Acho que não serei a única nesta situação.
 Outra coisa que me incomoda, que eu ainda não percebi de onde vem é que eu já ouvi vizinhos a fazerem sexo. Nada contra porque cada um faz o que quer, mas a pessoa ouvir, não é muito fixe.
Espero que se tenham identificado com o texto.
Espero não ser a única que tem vizinhos barulhentos.
*Beijinhos da Invisível*

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Cenas...




Eu sinceramente já não sei o que dizer, nem fazer.
Olá mirrors!
Desculpem pela  a entrada menos carinhosa e mais bruta, assim dizendo.
Existem muitas coisas que me incomodam e hoje vou falar de duas coisas em especial: Ignorar alguém e postar fotos.
Vou passar a explicar.
Ignorar pessoas. As pessoas não sei qual é o problema delas adoram ignorar-me. Devo ter escrito na testa: Ignora-me. Hoje surpreendentemente uma pessoa que me costuma ignorar cumprimentou-me, depois disso comecei me a rir porque eu apaguei a pessoa à dois dias do facebook... Sim eu apago pessoas do facebook. Teve a sua piada. Temos pena! Espero que não descubra porque se me disser alguma coisa seria um bocado constrangedor e não teria coragem de responder: O facebook é meu. Faço o que quero nele. 
Quanto ao segundo tópico eu sou um bocado mesmo grande viciada em redes sociais. Não é que eu seja social nem algo parecido mas vou muitas vezes. Expus um limite de ir 5 vezes por dia a todas. Espero comprimir. Com esta conversa toda quis dizer que eu sou infelizmente daquelas pessoas que gosta de por fotos ou fazer vídeos neste caso para o snap. É mau porque estou a expor a minha vida. Mas é como se fosse um vicio. 
Hoje pus uma foto no snap que não devia ter posto. Logo as duas pessoas que eu não queria viram. Quando apaguei a foto foi tarde de mais porque essas duas já tinham visto. Podia ter continuado lá mas eu apaguei.
Sinceramente não sei porque que gosto tanto postar fotos e esse género de cenas. Parece que tenho necessidade de provar algo alguém. Mas não tenho.
Eu sei porque digo isto. Mas não faz sentido mas pronto vou tentar melhorar.
*Beijinhos tristes da Invisível*
*
Ps: Sim hoje estou triste e dei vos uma despida triste e chateada.

sábado, 10 de outubro de 2015

Confiança em ti mesma



Olá mirrors!
Não podia deixar de escrever hoje sobre ser confiante.
Espero que já tenham visto o novo clip da Demi Lovato porque está brutal e este texto é mesmo inspirado nessa musica.
Ter confiança? Como o outro já dizia: Ter confiança é uma coisa, ser arrogante é outra.
Na minha perspectiva existem várias maneiras de alguém ter confiança em si mesma ou no que faz.
Existe a confiança de nós gostarmos de nós mesmos e não deixamos que seja qual quer um, que nos deite abaixo com um cometário menos simpático.
Mas também existe muitas pessoas que gostam de si
fisicamente, mas depois não gostam da própria personalidade e isso também afeta.
Na minha opinião alguém que se prese não usa a camisola x porque está na moda ou só porque sim. Se usar alguma coisa é porque gosta e pronto.
Outra coisa que também parece que não é de louvar é o facto da pessoa conseguir andar sozinha. Por exemplo, se a pessoa não for muito social e perceber que tem duas opções: Ou fica com pessoas que não têm haver consigo e apanha ganda seca, ou sai e fica no seu canto a ouvir musica. Qual escolherias? Eu já tive que fazer essa escolha. Já escolhi ambas e aquela que gostei mais foi a segunda. Ao menos não estava apanhar ganda seca.
Com isto tudo tenho a dizer que uma pessoa para ser confiante não pode ser só no seu exterior. Também tem que ser interiormente.
Quando se tem uma mente forte, a vida torna-se um pouco mais fácil a meu ver.
*Beijinhos da Invisível*

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Sei lá...


Olá mirrors. 
Hoje apetece escrever, mas não sei bem sobre o quê. Daí o titulo.
Sem entrar em muitos pormenores porque jurei a mim mesma que não o voltava a fazer aqui no blog, ando numa fase bastante triste e difícil para mim.
Devido a uns acontecimentos passados tenho tentado mudar a pessoa que sou. Por momentos pensei ser uma pessoa que não sou. E lembrei me que não é bem assim. Confuso? Eu também o sou por isso nada de novo. Eu posso mudar tudo em mim sem ser a timidez. Vou dar um simples exemplo. Cada vez que alguém me diz: Eu posso te apresentar o meu amigo. 
A minha cabeça começa a dizer: Não, não, não. É melhor não. Para quê? E depois sigo sempre estas palavras devido a umas confusões no meu interior.
Espero não ser a única que sente isto.
Outra coisa sem entrar em muito pormenor que tem acontecido comigo é o facto de eu me querer tornar mais independente, mais autónoma e mais forte antes de entrar na faculdade. Para isso estou disposta a fazer algo que espero que me ajude e não me prejudique tanto como penso que poderá acontecer.
Não sei se perceberam, mas espero que na minha confusão não se tenham confundido muito. Perceberam? Trocadilho? Ok!
Para juntar a isto tudo estou já farta da escola e cheia de medo que comece os testes. Principalmente o teste da minha querida e adorada matemática. 
Help me GOD!
Para ser sincera o que me apetecia fazer era desaparecer por um longo tempo.Pensaria ainda mais do que já penso,mas pelo menos não teria qualquer responsabilidade. Cada vez gosto mais de estar sozinha. Ás vezes é bom.
*Beijinhos da Invisível*

domingo, 4 de outubro de 2015

Selfies e fotos. Qual preferes?


Olá mirrors!
Espero que a escola vos esteja a correr bem a todos vocês.
Venho abordar um assunto que está muito presente na sociedade de hoje em dia, um pouco por tudo o mundo, como devem saber.
Selfies e fotos. Qual preferes?
Para quem não sabe, que duvido muito que não saibam, selfie é uma foto tirada a nós próprios. Basicamente  é a foto tirada com a câmara frontal. a foto normal assim dizendo é uma foto tirada com a câmara de trás. 
Pessoalmente gosto muito dos dois tipos, mas a que eu prefiro é a selfie. Tiro muitas selfies e sei perfeitamente que não sou a única.
O que também notei é que eu quando estou à seca com alguém, se começarmos a tirar selfies a situação fica logo animada. O que é muito fixe!
A fotografia pode ser uma coisa muita divertida, quer que estejamos sozinhos ou acompanhados, mas como tudo tem o seu lado pior. 
Existem mil e um efeitos, mil e um programas para todos nós melhorarmos a foto original que tirámos. Acho muito bem que as pessoas utilizem para as fotografias ficarem ainda mais bonitas. Eu própria uso. O problema é o famoso e dito fotoshop. Para quê?
Já chega muitas das fotos que vemos dos nossos ídolos e coisas assim, serem manipuladas. Não percebo a necessidade de as pessoas tirarem fotos e mudarem coisas em si. Para não demonstrarem o que são. Se as pessoas não gostam, ou não postam ou não tiram. Simples.
Muitas pessoas conhecem se a partir da Internet, e quando marcam encontros para se conhecer pessoalmente, apanham uma grande desilusão, porque a pessoa não é de x maneira.
Mais vale demonstrar o que és, do que aquilo que tu não és. Porque se um dia a parecer alguém e te quiser conhecer e as tuas fotos tiverem muito manipuladas, as coisas não vão correr muito bem.
É como a maquilhagem meninas. Se puserem demasiada fica mal. 
Eu uso efeitos,mas não fotoshop. E o melhor de tudo é que também não uso maquilhagem ahahah.
*Beijinhos da Invisível*

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Nervosismo...


Sabem aqueles momentos quando estão super nervosos, por algum motivo, e as pessoas dizem: Tem calma. Tudo se vai resolver.
Nãooooooooo digam isso!
Não sei se acontece com vocês isso, mas o que está acima é das piores coisas que me podem dizer. Outra coisa que não suporto que me façam é tocar me quando estou nervosa. Não sei porquê mas faz me imensa impressão.
Mas no entanto existem vários tipos de nervosismos. O que eu disse a cima é o que eu sinto quando o meu nervoso é em relação alguma situação que estou à espera que se resolva. Basicamente um problema.
Reajo de diferentes maneiras. Espero não ser a única.
Depois existe aquele  nervosismo quando vês uma pessoa que não estavas à espera de ver. Não quer dizer directamente que gostes da pessoa, como é óbvio, mas por algum motivo essa pessoa ou essas pessoas provocam essa reacção. Provavelmente por alguma coisa que aconteceu. Não te preocupes. Se fores como eu pensas logo que gostas da pessoa. Não. Não é nada disso. São macaquinhos no sotão.
Por fim, existe o nervosismo em relação ao facto que algo vá acontecer na tua vida. Não um problema. Pode ir de uma coisa boa, por exemplo, o teu casamento ou pedido de namoro, como alguma apresentação de algum trabalho.
Hoje apetecia-me escrever e escrevi sobre este tema. 
Espero que se tenham identificado.
*Beijinhos da Invisível*