sábado, 26 de setembro de 2015

Pessoas timidas Vs Pessoas desbocadas...Poderás ser as duas coisas?

Olá mirrors tudo bem com vocês?
Hoje vou escrever daqueles temas que eu já cria ter escrito antes, mas não sabia muito bem como devia abordá-lo. Por isso cá vamos nós.
Será que uma pessoa tímida pode ser uma pessoa desbocada? Sim, pode. Eu sou tímida e desbocada.
Se és mais extrovertida, as pessoas não acham assim tão estranho seres desbocada, mas quando és tímida, as coisas mudam de figura. Vou explicar.
Para quem vive na santa ignorância, não sabe que as pessoas mais introvertidas são mais tímidas com os outros, porque quando estão entre amigos ou com a família perdem a timidez toda. Falo por mim pelo menos.
Agora quanto ao ser desbocada. Existem dois tipos: Aquela pessoa que diz tudo o que pensa e aquela que conta a vida toda, a toda a gente.
Para surpresas das surpresas tenho um pouco das duas características. 
Mais a segunda, mas vou passar a explicar.
No meu caso quando acontece alguma coisa na minha vida, mais invulgar ou assim gosto de contar às pessoas que estão à minha volta que eu confio, ou quando estou triste também gosto de desabafar.
. É mau? Sim e não. Sim porque as pessoas vão saber as cenas da tua vida. Não porque não guardas tudo para ti. Estou a tentar melhorar. Se és assim, aconselho-te a fazer o mesmo. Quem é teu amigo hoje, amanha pode ser teu inimigo.
O problema é que eu às vezes falo de mais para outras pessoas e depois não corre bem. Isto também faz parte da categoria de ser desbocada. É uma porcaria.
Quanto ao facto de a pessoa dizer tudo o que lhe vem à cabeça. Falando por mim, eu às vezes digo coisas que as pessoas não esperam que eu as diga. O que às vezes pode ter bastante piada, outras nem tanto, porque vêem o meu lado pior. Mas eu controlo-me, só que às vezes escapa. Se és pior que eu aconselho-te a guardar as coisas para ti. Porque às vezes podes dar-te mal com  que dizes. 
Na minha opinião não é bom a pessoa sempre dizer o que pensa.Adoro dizer a minha opinião, mas é melhor não a dizer. Isto também se aplica ao facto de contares a tua vida, ate às pessoas que confias. Resulta comigo. Umas vezes melhor, outras pior.
Espero que te tenhas identificado um pouco com este texto. Ou se não te identificas-te que  tenhas alguém na tua vida assim. Agora já a vais perceber melhor, acho.
*Beijinhos da Invisível*

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Patinhos feios e lapas


Sabem aquelas pessoas que eu tenho a certeza que existem  na vossa vida, que se acham a ultima batata do pacote mas que são feias como tudo? E sabem aquele género de pessoas que se colam a vocês logo nos momentos que não deviam colar?
Hoje os temas deste texto são estes mesmos.
Vamos ao primeiro tópico: Patinhos feios. Existem dois tipos de patinhos feios. Aqueles que estão no seu canto e não fazem mal a nenhuma mosca, porque devem ter consciência da sua "não beleza" assim dizendo, e não se armam. O problema é que existem aqueles patinhos feios que não devem ter bem a noção do que são, e depois conseguem ser pessoas desprezíveis porque se acham muito boas e depois a única coisa que tem é feiosidade.
Agora vocês dizem: As pessoas não devem ser julgadas pelo o seu grau de beleza. 
E eu respondo: Como é óbvio não. Eu estou neste texto a criticar as pessoas que se acham as melhores e as mais belas mas que não o são. 
Mas não pensem que eu sou daquele género de pessoas que despreza pela a pessoa ser mais feia. Eu desprezo o facto de a pessoa se achar a melhor e a mais bela e não o ser, mas também não gosto quando as pessoas se armam porque são mais bonitas. Por isso não fiquem equivocados comigo.
Segundo tópico: Lapas. Pois, quem quer conhecer uma lapa? Ninguém. As pessoas devem ser moderadas nas suas ações. Acho que não devem desprezar mas também não devem ser lapas. Eu odeio este género de pessoas porque geralmente aparecem naqueles momentos que não deviam aparece. Depois chegam ao pé de vocês e não dizem nada de jeito.
Ajudai senhor, ajudai!
*Beijinhos da Invisível*

domingo, 20 de setembro de 2015

Escola...Novamente...

Amanha começam as aulas. Pelo menos para mim. Estava tão bem no meu canto sem ter que ver certas caras e ter que estudar horas e horas a fio.
Dizem que a vida de estudante é melhor, porque não temos preocupações sem ser estudar. Até pode ser verdade mas existem estudantes e estudantes.
Quem me dera ter a vida de muitos estudantes. Mas se virmos bem quem não faz nada agora, provavelmente não vai fazer nada no futuro. Acho...
Só sei que vai recomeçar novamente a mesma serie de sempre. Todos os anos a mesma coisa. Já enjoa.
O único alento que tenho é que não chumbei e que tento sempre dar o meu melhor.
Hoje foi isto.
*Beijinhos da Invisível*

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

A primeira depilação total


Olá mirrors!
Este post é mais direccionado para raparigas. Principalmente para aquelas que tem imenso medo da primeira depilação naquela zona mais sensível do nosso querido e adorado corpo.
Eu tive 100% de sorte no lugar que eu fiz. Acertei logo à primeira. Isso também conta a pessoa que vos depila, claro.
Eu estava super hiper mega nervosa, porque eu já tinha feito com cera fria e sabia que doía. No cabeleireiro é com cera quente para quem não sabe.
Resumindo e concluído foi TOP. A dor de 1 a 5: 1,5
Eu sou toda piegas, por isso para eu dizer isto é porque é verdade.
A dor vai depender da vossa pele, mas principalmente da pessoa que vos faz. 
Eu arranjei um sitio que não é caro. Consigo ir de dois em dois meses. Eu fiz com uma pessoa que quero que me continue a fazer sem dúvida alguma.
Se ainda não fizeram a primeira vez podem ter azar, como sorte. 
Por isso só digo: Boa sorte meninas.
*Beijinhos da Invisível*

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

De novo de volta à escola!


Para não ficar traumatizada com o começo das aulas penso sempre que já faltou mais para acabar os estudos. Mas depois penso que não me vou ficar pelo o secundário e a faculdade também é bastante tempo.
Se repararmos bem, grande parte da nossa vida estamos a estudar. Não estou a dizer que estudar é mau, mas acho que as coisas estão mal feitas, como já referi num post anterior.
Dia 21 começo as aulas e não estou preparada psicologicamente para tal acontecimento. Acabou-se a minha paz. Vai começar o drama novamente.
Acho que não sou a única que muitas vezes se esforça e os resultados ficam aquém do esperado. Não estou a dizer que tive más notas, mas também não foram as melhores do mundo. 
Tenho imenso medo de não entrar na área que eu quero por causa da minha média.
Supostamente tenho um plano B e C mas gostava de me ficar pelo o A, sinceramente. Já basta a minha dificuldade em línguas, não é preciso também agora ter média baixa.
Resumindo e concluído, espero que este ano seja melhor a todos os níveis e que também vos corra melhor meus mirrors.
Vamos aguardar e ver.
*Beijinhos da Invisível*

domingo, 13 de setembro de 2015

Morangos com açúcar

  
Quem não viu e não se lembra da serie mais juvenil da televisão portuguesa? Mais propriamente da TVI.
Eu fui das pessoas que acompanhou a serie. A primeira, eu tinha um ano quando deu. Não sei se vi mas eu acho que sim porque eu tenho o CD.
Acho que a televisão fez mal em ter acabado com a serie. Abriu portas a muita gente. Alguns exemplos são: Rita Pereira, Diana Chaves, Cláudia Vieira, Diana Chaves, Angélico, FF, Ângelo Rodrigues e muitos outros, que agora vem se muito na televisão, ou nos palcos.
Eu sempre quis entrar na serie, mas tinha sempre muito medo de tentar. Pensei que quando fosse mais velha desse. Pelos vistos não. Acabou-se a papa doce kkk.
No final de tudo fez-se o filme que eu também foi assistir. Gostei mais das series.
A que eu mais gostei foi a sétima. A da Sara Matos e do Lourenço Ortigão. Aquela que eu não gostei mesmo nada foi da oitava. A do David Carreira e da Gabriela Barros. Irritava me a historia deles.
Fiz uma viajem ao passado.
Espero que tenham gostado.
*Beijinhos da Invisível.*
Ps: A musica faz parte da banda sonora de uma das serie dos morangos.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Objetos indispensáveis.

Olá a todos!
Hoje vou falar sobre aqueles objectos que nós não vivemos sem. Vai de um simples baton até a um televisor.
Falando por mim, o objecto que para mim é indispensável é o meu mp3. Levo-o para todo o lado . Quando saio de casa sozinha oiço sempre musica. Adoro!
Outra coisa que eu também não dispenso é a minha malinha. Tem lá tudo o que eu preciso.Sinceramente não percebo como é que muitas pessoas conseguem andar sem  algum tipo de mala com as suas coisas.  Pelos vistos para as pessoas o que interessa é somente o telemóvel. 
E vocês também tem algum objecto indispensável?
*Beijinhos da Invisível*
Ps: O mp3 da imagem é lindo de morrer.


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Gatos! A minha paixão eterna.

Olá mirrors!
Eu sou uma pessoa que não tem  muitas paixões, mas uma delas que está muito presente na minha vida é o meu amor por gatos.
Adoro animais, mas os gatos são aquela base ,se me faço entender.
 Muitas pessoas dizem coisas muito más sobre os gatos. Que são falsos, não são tão queridos como os cães entre outras coisas.
São dois animais completamente diferentes. 
Eu tenho uma gata e não imagino a minha vida sem ela. Eu e ela somos muito parecidas. Acho que a pessoa que tem a personalidade mais parecida com ela, sou eu. 
Ela não é muito meiga para todas a pessoas como eu, é um bocado bad cat às vezes como eu, gosta de estar no seu canto e que não a chateiem como eu, quando quer alguma coisa não desiste até conseguir. Usa os seus melhores métodos como eu.
Para mim maltratar animais, especialmente gatos é uma monstruosidade.
Muitos são os dias que eu nem reparo na minha gata, mas ela está ali no sofá dela. Se eu quiser chorar, apesar de ela não gostar que lhe pegue e que lhe faça mais mimos quando estou mal, só olhar para ela já é muito bom. Ter ela aqui comigo já é muito bom.
Muito são os dias que eu digo: Quem me dera ficar aqui contigo.
*Beijinhos da Invisível*

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

A minha primeira Tag

Olá mirrors!
Foi nomeada para responder a uma tag.
Quem me nomeou foi o blog Fit Fashion que tem o seguinte link:
http://fashionhealthlover.blogspot.pt/2015/09/tag-de-tudo-um-pouco.html

Regras:
  1. -Responder às perguntas todas.
  2. Nomear pelo menos 11 blogs com menos 500 subscritores.
  3. Colocar o selo da Tag
  4. Colocar o link de quem indicou

Qual o seu estilo musical preferido?
Tenho dois. Pop e Rock
Qual a sua peça de roupa preferida? 
As minhas calças de ganga de cintura alta pretas
Qual dos seus calçados é o seu preferido?
Os meus ténis que comprei na Primark
Camisa ou camisola? Calças ou calções?
Camisa e calças
Cabelo estiloso ou tradicional? Cabelo liso ou enrolado?
Cabelo tradicional e liso
Brigadeiro ou Gelado?
Brigadeiro como é óbvio. E é um especifico. É o do Jumbo.
Doce ou salgado?
Doce ganha.
Como você define o seu estilo?
Bastante simples.
Você é do tipo que consome bastante ou só compra o básico? 
Compro o básico. Não há dinheiro para mais ahahah.
Considera-se vaidosa?
Não. Só mesmo raramente. A  única coisa que eu gosto de ter é perfume. O resto para mim não
é necessário, a nível de maquilhagem. Não uso.

Nomeados:
Keep my eyes on the stars
Conselhos de Adolescente
Frases da Lua
La petite ancre
Marquesa de Carabá
Oitavo dia
Une Tulipe Jaune
eu,ele e o nosso presente
A vida por palavras
Diário de uma adolescente
Algo estranho, alguém diferente

Espero por uma resposta.
*Beijinhos fofos*

sábado, 5 de setembro de 2015

Tomar as dores de outra pessoa

Olá mirrors!
Hoje venho abordar um tema que é bastante curioso.
Sabem aquele tipo de pessoa, amiga ou mesmo familiar, que quando sabe que alguém vos fez mal, não consegue simplesmente suportar a pessoa que vos fez mal? Mesmo que vocês já tenham ultrapassado?
Sim, esse tipo de pessoa sou eu.
Eu sou uma miúda que quando fazem mal alguém que eu gosto, eu começo a odiar a pessoa que fez mal a x que eu gosto. Esquece. Não há volta a dar.
Eu fico mais chateada com essas pessoas do que as pessoas que me fizeram mal. Quer dizer, depende da pessoa.
Eu sei que não devo ser assim. Especialmente com certas pessoas. Mas é inevitável. 
Se for preciso falo com a pessoa. Diga -mos que eu sou boa a esconder o que sinto pelas pessoas. Quer de bom, quer de mau.
Não sou esse tipo de pessoa que odeia alguém e faz- lhe a vida num inferno, pelo o contrário. Também vou ser sincera, também não fiz a vida num inferno a certas pessoas por não ter simplesmente coragem.  
Por isso quanto mais longe melhor, para eu não me chatear com pessoas que não valem a pena.
Existem dois casos na minha vida em que uma pessoa ultrapassou,supostamente, ainda é nova, e eu odeio as pessoas, embora elas não me tivessem feito nada. Tenho outro caso que não ultrapassou e quando me contou, eu automaticamente comecei a não gostar da pessoa. Apesar de eu já não ir muito com a cara da gaja quando a via passear se pela  escola. 
Existem pessoas e pessoas e temos que nos aceitar como somos. 
Se tu tens alguém na tua vida assim e pensas que ela é chata ou não quer que tu tenhas amigos é mentira. A pessoa só se preocupa. Ás vezes as pessoas de fora vêem melhor.
E se tu és destas pessoas e a pessoa que tentas avisar não te liga nenhuma, deixa ela bater com a cabeça. Já dizia uma amiga minha. 
Eu tento fazer a mesma a coisa. Mas é muito difícil. A vida serve mesmo para isso, para aprender com os erros.
Eu aprendi com os meus e quando tento avisar, se a pessoa ouvir, muito bem, se a pessoa não ouvir pior para ela.
*Beijinhos Fofos*


quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Filmes ou Series? Qual preferes?

Hoje venho abordar uma assunto que acho que seja bastante interessante. Pelo menos para mim.
Preferes filmes ou series?
Pela a minha parte gosto bastante dos dois mas prefiro filmes.
Já vi series brutais que adorei ,como também já vi filmes muito fixes também. Acho que prefiro filmes só mesmo porque assim sei o final mais depressa. Não gosto muito de suspense.
Os meus filmes preferidos de ultimamente tem sido a saga dos Hunger Games. Deliro com aquilo. Mas também já vi muitos filmes bacanos como vocês também.
Hoje foi isto
*Beijinhos fofos*
Ps: Adoro a série da imagem <3.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Independencia e liberdade.

Oi gente!
Hoje  o tema é bastante fixe, pelo menos para mim.
Eu só tenho 16 anos por isso é um bocado difícil uma miúda de 16 anos ser independente e ter a sua liberdade. Mas para compensar tento fazer tudo para ser independente nas coisas que posso fazer.
Vou dar um exemplo: uma coisa tão simples 
como caminhos. Quando vejo uma oportunidade de saber um caminho, eu sou a primeira a pessoa a insistir na ideia. Para além de querer conhecer os sítios, gosto de saber os caminhos porque
posso ter que ir com alguém que não sabe ou mesmo sozinha para esse sitio algum dia da minha vida, e é sempre melhor saber.
Não gosto de depender de ninguém para fazer as minhas coisinhas, como também não gosto de pedir favores a ninguém. 
Quando me pedem alguma coisa eu tento ser sempre mais rápida a fazer as coisas, enquanto que  ao contrário tenho que andar a chatear as pessoas e depois ainda levo respostas às vezes desagradáveis.
Tenho a certeza que não sou a única que sente e vive isto.
Por isso independência e liberdade são da cenas melhores que alguém pode ter. Ganhar o seu próprio dinheiro e não ter que depender de ninguém, para juntar ao bónus que se pode ir a qualquer sitio e não ter que pedir autorização.
Hoje foi isto.
*Beijinhos fofos*