segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Que guloseimas boas!




É um pecado para todos os gulosos e gulosas tipo eu!
Adoro chocolate.
Delicious nhhami! 
Ahahahah!
*Beijinhos fofos*













domingo, 28 de setembro de 2014

Raiva de tudo!



                                                       ODEIO A MINHA VIDA!
Porto me demasiado bem, e reclamam por tudo e por nada, se eu me portasse mal se calhar já tinha mais.
Nunca posso fazer nada, sem ser estudar.
Que merda meu fogo!
Para melhorar a minha vida, penso no que não devo, e ainda fico com mais raiva das coisas.

sábado, 27 de setembro de 2014

Fins de semana = estudar




Para que que os fins de semanas existem, se eu estou sempre a estudar?
Eu digo:
-Boa, finalmente fim de semana!
No segundo a seguir:
-Ah é verdade, fins de semana é igual a estudar!

Help! Só estou no principio das aulas, e já me passei várias vezes por causa de coisas que se passaram na escola.
Eu não mereço :(

*Beijinhos fofos*

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

É sexta- feira yeah!



                                     Está musica é antiga mas ainda faz sentido ahahah.




quarta-feira, 24 de setembro de 2014

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Os meus pensamentos de hoje.


Olá a todos meus lindos e lindas!
Agora pareci muito bem disposta  ahahah.
Hoje quando estava a vir para casa pensei: será que eu vou ter alguém que me ame de verdade?
Quando me estava a referir “alguém que me ame” era um rapaz que me aceite tal como eu sou, com as minhas qualidades e defeitos, que se interesse realmente por mim e não queira coisas menos simpáticas, se me faço intender.
Ainda sou muito nova para pensar no amor verdadeiro, só que eu vejo namorados e namoradas a dizerem que se amam para sempre e blá blá blá ,e depois os namoros nem duram o ano, é muito mau.
O que também hoje me fez  pensar foi facto das “gajas todas podres de boas” fazerem questão se de mostrar para a toda a gente nas redes sociais , isso já é tão banal e é muito triste.
O que se vê com menos frequência é uma “gaja podre de boa” a não se mostrar, isso é que tem valor, não se baseiam no corpo para conquistar os rapazes.
Toda a gente critica os rapazes (incluindo eu) ,mas se pensarmos bem eles só querem comer as miúdas, porque a maioria delas se demonstram disponíveis para isso.
Hoje foi este o texto.
Espero que tenham gostado!

*Beijinhos fofos*

domingo, 21 de setembro de 2014

                                                               
  Olá a todos!
 Espero que estejam com muita energia para a segunda semana de aulas ahahah!
 A musica que eu pus em cima, é a que me deu num teste que eu fiz no facebook, espero que gostem.        
                                                            *Beijinhos fofos*

sábado, 20 de setembro de 2014

Pessoas falsas!


Hoje venho criticar um estilo de pessoa da nossa sociedade: as falsas.
Um conselho: tentem fazer a melhor análise que poderem das pessoas que entram na vossa vida, porque uma má análise pode vos fazer sofrer e muito.
Conhecem o ditado: quem vê caras não vê corações? Este ditado é muito apropriado para o tema de hoje.
Tive uma situação a algum tempo, que não vi o que a pessoa era realmente, e fui enganada pelas palavras bonitas, o que me fez sofrer, mas hoje em dia vejo que tudo se passa por alguma razão, não é verdade?
Mas eu sou uma pessoa muito agradecida às lições de vida que deus me costuma dar, e ainda mais às pessoas que me as costumam dar.
Por isso muito obrigada mesmo!
Para concluir, tenham cuidado com as pessoas que vos fazem rir hoje, porque podem se tornar na vossa maior desilusão no futuro.

*Beijinhos fofos*

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Primeiro dia de aulas!


Olá a todos!
Hoje foi o primeiro dia de aulas para muitos estudantes portugueses, e espero que tenha tudo corrido pelo melhor a toda gente.
Quanto ao meu dia até correu bem, porque ninguém se meteu comigo o que já é muito bom, mas sinto-me deslocada, deve ser por causa da mudança, tenho medo de  não arranjar amigos, todos aqueles problemas que as pessoas pensam, quando estão num sítio novo.
Agora tenho que me metalizar que estou noutra escola e é tudo diferente, e algumas dessas mudanças nem são más, mas é a vida.
Tenho é que pensar nos estudos e o resto é conversa.
Quero desejar a todos um bom ano lectivo,e que corra tudo pelo melhor a vocês e já agora a mim.

*Beijinhos fofos*

domingo, 14 de setembro de 2014

As pessoas que se acham superior aos outros!


Hoje vou escrever sobre uma coisa que infelizmente se vê muito nos dias de hoje: quando as pessoas se acham melhor que as outras.
Já assisti a várias situações que vou enumerar neste texto, e por algum motivo me incomodaram bastante.
O novo ano letivo vai começar, e todos os anos existem repetentes é o normal, mas quando algum destes diz:
- Esta turma é só criancinhas! Que seca!
As pessoas são mais novas, e já que somos todos adolescentes temos algumas atitudes menos adequadas, mas mesmo assim o problema não é da turma, tu é que estas no lugar errado. Tivesses passado.
Outra situação é quando as pessoas olham de cima abaixo alguém.
A sério meu? Por favor, olhem se primeiro ao espelho antes de fazer esse ar de desprezo. Cada um tem o direito de usar o que lhe bem apetecer, e vocês não são deus para julgar alguém.
A última situação que vos vou falar (tem mesmo que ser a última, senão este texto nunca mais acabava) é o facto de se ter amigos, mas por algum motivo inexplicável, amigas nossas mais velhas, não gostarem de uma amiga nossa mais nova, e quando abordam esse assunto dizem:
- Preferes esta com a pita do que connosco?
Primeiro não tens nada haver com quem ela deixa de andar ou não, segundo enquanto a" pita " tem 13 anos e está no nono, tu tens 17 e estás no mesmo ano que ela, isto quer dizer alguma coisa (para as mais ignorantes és burra, é isso que eu pretendo dizer) e por último tu é que estás no lugar errado, por isso não digas nada.
Espero que tenham gostado deste texto, porque me deu um grande gozo criticar todas estas situações  e as pessoas que o fazem.
*Beijinhos fofos*


sábado, 13 de setembro de 2014

A escola vai começar... que tristeza


As aulas estão a quase a começar que tristeza!
Não sei se todos que lêem o meu blog sabem os horários, mas eu já sei, e apesar de só ter dois dias aulas à tarde não gosto do meu horário.
Estou a ficar doida com esta situação, como passei para o 10º ano mudei de escola, e apesar de já ter visitado a escola ,não estou muita segura para o primeiro dia de aulas, fico lá até um quarto para as sete.
Não é justo! 
A mudança faz parte da nossa vida, está sempre a acontecer constantemente, e às vezes nem nos apercebemos.
Desejo a todos um bom começo de aulas e a mim espero que a sorte esteja comigo.
*Beijinhos fofos*

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Nova escola



Hoje fui a apresentação na minha nova escola.
Sinceramente não sei se me vou habituar à escola e às novas pessoas, parece que não pertenço lá.
Ao longo do tempo que eu lá estive hoje, tive sempre  a fazer comparações entre a minha antiga escola e esta nova,  e isso não é nada bom, porque as coisas são diferentes  nem que seja pelo facto de eu estar no secundário.
Também pensei na minha antiga turma e na minha nova turma, e não sei o que esperar mesmo.
Eu não sou a única a sentir me assim, menos mal, assim  não me sinto tão sozinha, e percebo que isto não é só da minha cabeça.
Tenho esperanças que ao longo do ano melhore, mas também não ajuda o ano estar quase a começar e eu querer que ele acabe.
                                                                    *Beijinhos fofos*

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Talvez um abre olhos



Disse num texto anterior se não me engano, que se deve lutar pelas nossas amizades.
Eu sou aquele tipo de pessoa que não tem muitos amigos, porque sou um bocado tímida e não me meto com toda a gente, por isso tento preservar as amizades que tenho.
Como disse anteriormente, os amigos são uma coisa maravilhosa, só que como já percebi mas agora ainda mais, que às vezes não vale a pena o esforço.
Eu sou daquelas pessoas que quando gosto, gosto mesmo (se calhar é esse o meu mal) e sou chata, mas sou assim porque gosto das pessoas, o problema disto é que as pessoas não me retribuem, talvez da maneira que eu gostaria.
Vou dar um exemplo: sou sempre eu a falar para combinar coisas nas férias, se eu não disser nada também ninguém diz, e isso deixa-me triste.
Eu esforço- me porque sei que vai ser um tempo bem passado entre amigas.
Mas será que vale a pena esta merda toda?
Também se não ligar, ou mandar mensagens qualquer coisa também ninguém diz nada.
O meu mal é apegar me demasiado às pessoas.
Só que eu já provei a mim mesma que consigo deixar as pessoas se irem embora….já deixei não foi agradável, não faz parte do meu feitio desistir do que gosto, mas às vezes tem mesmo que ser, porque me ia fazer sofrer.
Quando é só uma pessoa a remar contra a maré é difícil.
Resumindo e concluindo, certifica-te que os teus amigos são verdadeiros para os bons e maus momentos, e não te rebaixes para estar com alguém mesmo que queiras estar muito com essa pessoa, é necessário um esforço mútuo e se for mesmo teu amigo vão chegar a um consenso.

*Beijinhos fofos*

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Cair...levantar!



Podemos cair todas as vezes que nós nos vamos abaixo, mas depois erguer se com um sorriso, só os mais corajosos é que conseguem.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Nunca


O meu texto de hoje é sobre um ditado que eu mais que tente não consigo perceber.
Quando se diz: nunca digas nunca, eu não percebo a razão da existência destas palavras.
Nós não podemos saber o que a vida nos reserva, mas existe aquele tipo de coisas que as pessoas sabem perfeitamente com que podem, ou não contar.
O facto de nunca se deve dizer nunca, acho que é uma perfeita estupidez, porque há muitas coisas que podemos ter a certeza que nunca mais vão acontecer, por exemplo se uma pessoa se cruza no nosso caminho para nos dar uma lição de vida, é muito provável que não se volta a cruzar connosco, na minha perspectiva.
É este género de coisas que às vezes me ponho a pensar e nunca encontro respostas.

Finalmente consegui expressar esta minha opinião sobre este assunto, e é mais fácil pela escrita, já tentei verbalmente e é mais difícil ahahahah.

domingo, 7 de setembro de 2014

Sorry





 Ontem não publiquei nenhum texto porque tive o dia fora e quando cheguei não tive tempo de colocar nada .
       
Sorry everbody!
       
Agora com as férias a terminarem não prometo colocar textos todos os dias, porque vou ter que estudar.
    
 Mas publico sempre um texto novo ou nem que seja um estado quando  puder, vou tentar vir ao blog todas as vezes que conseguir :)

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Blog


Olá todos!
Hoje vou escrever sobre a blogosfera.
Apesar de só cá estar à 4 meses, já percebi que foi das melhores decisões da minha vida.
O blog “ O espelho dos meus pensamentos” é o meu cantinho, onde posso escrever o que eu quiser.
Escrevo sobre mim, histórias que eu crio, critico o que eu acho que não está bem, entre outras coisas.

Se estás indeciso/a em criar um blog fá-lo, porque podes escrever e dizer tudo o que tu quiseres, e vais te sentir melhor no fim, é como se fosse um diário, só que este pode ser visto por outras pessoas que se podem inspirar nas tuas histórias.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

A palavra: amo-te



Espero que um dia que o meu mais que tudo (quando o tiver) me diga que me ama, e que seja verdade.
O que eu reparo é que os adolescentes dizem demasiadas vezes: amo-te, e na minha perspectiva  essa palavra já está a perder o seu encanto.
Quando e se me disserem isso como amigo ou amiga não é verdade, porque nenhum dos meus amigos daria a sua vida por mim pois não?
Os amigos são como as ondas e se reparamos é como tudo na vida.
Com este abre olhos pretendo dizer que só deves dizer isto quando for realmente verdade, porque senão também não vale a pena.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

As amigas #2


- Oh meus deus Jonh! A Ana foi parar ao hospital. – disse a Márcia preocupada.
- Mas o que é que aconteceu? A viagem não estava a correr bem?
-Ela só me ligou quando saiu do hotel. Podes ir buscar a Vera?
- Claro que posso! Vai descansada.
- Não lhe digas nada, até eu saber mais pormenores.
- Sim! Eu sei.
Entretanto a Márcia chegou ao hospital e perguntou qual era o estado da amiga, e as respostas não foram as melhores.
- A sua amiga teve um grande acidente de viação e não conseguiu resistir  a todos os seus ferimentos. Lamento imenso!
- O quê?!- disse a Márcia incrédula. Não posso acreditar, ela tem uma filha de quatro anos.
-Ela não tem pai , ou família mais próxima? – perguntou o médico.
- Não! Os país dela morreram, os sogros estão num lar e ela ficou viúva à uns anos.
- Então, onde é que a menina está?
- Ela ficou comigo.
- Aconselho-a a fazer alguma coisa por essa menina , porque senão ela vai para um orfanato.
Márcia estava chocada com toda aquela situação, não sabia o que devia fazer…


terça-feira, 2 de setembro de 2014


   Odeio quando as pessoas não me atendem o telemóvel, ou não me respondem as  mensagens, quando estou a  espera de uma resposta delas!
   Menos fogo!


             

As amigas #1



Neste mundo ainda existem pessoas que podemos confiar.

A prova disso vai ser a minha próxima história.
Era uma vez duas amigas, a Ana e a Márcia, ambas com vinte cinco anos.
A Ana tem cabelos longos , castanhos como um chocolate, a sua pele é branca como os flocos de neve que caiem no inverno,  os seus olhos são azuis como o céu, é sorridente, tímida e simpática.

Esta mulher tem motivos para estar feliz com a vida que leva, para além de ter uma vida profissional bem sucedida, tem uma filha de quatro anos saudável e por último não podia faltar a sua melhor amiga, que a sempre a ajudou.

A Márcia tem os cabelos louros, tem a pele macia que faz lembrar as melhores sedas do mundo , não tem filhos, mas tem um namorado que adora, por último em vez de ser uma jornalista de sucesso como a Ana é uma das melhores publicitárias de Portugal.
Como todas as semanas era habitual, as duas amigas encontram-se numa explanada para por a conversa em dia.

-Finalmente, vou tirar umas férias bem merecidas. - disse a Ana com uma ar muito cansado.

- Já era sem tempo amiga. Trabalhas demasiado.

- Se eu não trabalhe-se tanto, não tinha chegado onde estou hoje. Tu também não podes falar muito.

- Pois, mas eu não tenho uma filha pequena como tu.

- Por falares na Vera, eu queria pedir te um favor.

-Diz!

- Podias tomar conta dela, enquanto estou fora?

- Claro que posso. Acho que também não deve haver problema por parte do Jonh. Vais quanto tempo?

- É só uma semana, mas assim ficava cem por cento relaxada.

- Sim eu compreendo. – disse a Márcia com um sorriso na cara.

No dia da partida da  Ana correu tudo como devia de ser, mas só que na vinda aconteceu uma coisa que ninguém pensaria  que por sombras poderia acontecer...




segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A menina corajosa


O passado voltara para a assombrar.
Vamos recuar um bocadinho no tempo…
Há uns anos atrás, a Susana tinha doze anos, quando recebeu uma das piores notícias que uma pessoa pode receber.
- Susana, lamento imenso. As notícias não são as melhores.
- Doutor! O que é que a minha filha tem? – perguntou a mãe muito preocupada.
- A Susaninha tem um tumor.
- O quê?! – disse a mãe lavada em lágrimas.
-Mãe, vou morrer? - perguntou a Susana preocupada.
- Já existe tratamento. Ela vai se safar com certeza. Tens é que acreditar e lutar com todas as tuas forças. – disse o médico com um sorriso na cara.
Susana tinha conseguido superar este obstáculo que a vida lhe tinha posto à frente, só que passado alguns anos o tumor voltara, e toda a gente tinha ficado perturbada com a toda a situação, mas Susana disse:
- Mãe, se no passado eu consegui superar, agora que estou mais velha vou lutar com ainda mais força, para que o cancro nunca mais volte, até que eu morra.
Esta jovem fez precisamente o que disse e passado algum tempo conseguiu superar a doença, e desta vez tinha a certeza que esta nunca mais iria voltar para a atormentar.
O que se pode concluir com este texto, é que não deves desistir de lutar pela tua vida.