sexta-feira, 18 de julho de 2014

Informação


Olá a todos!
Vou estar novamente ausente durante umas semanas, sem internet e não vou poder publicar textos durante esse tempo.
Por isso desejo a todos uma  continuação de boas férias, e quando chegar de volta vou certamente publicar novos textos.

*Beijinhos a todos*

quinta-feira, 17 de julho de 2014

A luta para se sentir bem



Ela não aguentava mais ,pensava que ia explodir devido a toda pressão que lhe faziam.

Toda a gente queria que ela fizesse as coisas, mas ninguém a ajudava no que ela realmente queria,que era sentir-se bem com ela própria.

Esta rapariga apesar de ter família e alguns amigos, sentia-se cada vez mais sozinha na sua luta contra o seu corpo , ela queria emagrecer mas ninguém a ajudava.

Apesar de todas as dificuldades, ela não ia desistir do seu objetivo, ela queria olhar- se ao espelho e gostar de si mesma, e até isso acontecer ela iria lutar.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A sua vida de azar






 Nunca mais encontrava a luz que o iria guiar para a felicidade.

Este homem tinha passado por muito.

Em pequeno fora abandonado pelos pais, andava de orfanato em orfanato.

Quando finalmente pensara que tinha encontrado uma família, este teve azar, devido ao facto dos anos passarem e a mãe e o pai adotivos começaram a ter problemas pessoais e financeiros, o que resultou num clima de inferno, ou seja, de álcool , drogas , discussões atrás de discussões e também violência física e psicológica. .

Passado alguns anos quando este homem já tinha a sua vida construída, encontrou uma mulher que se tornou sua noiva, que no futuro se teria tornado sua mulher, mas esta sofreu um trágico acidente de viação que lhe tirou a vida.

A única coisa boa na vida dele era a sua filha. Apesar de todo o historial de azar que  este homem tinha, era esta a única e inocente criança que o fazia continuar a viver e a sorrir, apesar de todas as desgraças.

terça-feira, 15 de julho de 2014

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Amar ou não amar?



Ele não se decidia, não sabia se deveria ou não o fazer.

-Não sei! Amo ou não amo?

A este rapaz foi-lhe dado a possibilidade de escolher: se amava ou não.

Ele sabia bem as vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

-Se amar, muitas vezes vou me sentir feliz, porque estou com as pessoas que gosto,  mas também vou sentir uma grande tristeza pelas desilusões que vou ter ao longo da minha  vida. Se não amar, vou ser considerado uma pessoa insensível e não vou sentir compaixão para com ninguém, mas pelo menos não me vou sentir desiludido quando as pessoas me falharem.

O rapaz estava neste impasse, enquanto tentava encontrar as respostas às suas dúvidas, chegou a um túnel escuro onde existia uma placa de madeira onde dizia: Fiz a escolha certa e não me arrependi.
Ele ficou baralhado e disse:

-O que isto quererá dizer?

Por este motivo continuou a sua jornada, por um longo caminho à procura da sua resposta.

E tu, qual escolherias?

domingo, 13 de julho de 2014

Cada vez concordo mais com o facto de se dizer que  nunca realmente conhecemos as pessoas, que estão à nossa volta.

sábado, 12 de julho de 2014

Estado 1

Uma simples foto ou um simples comentário até me íncomoda. É demais!

A história da Catarina



Um dia chegou para mudar a vida por completo a Catarina.
Uns dias atrás ela era uma rapariga normal, que tinha os seus amigos e a sua família a amá-la, mas um vídeo muito comprometedor foi parar à Internet.
Este vídeo demonstrava uma parte da sua vida muito má do seu passado.
À uns anos atrás, os pais da Catarina tinham ficado ambos sem emprego e ela teve que trabalhar, mas não encontrava nada em lado nenhum. 
Até que um dia um homem chegou-se ao pé dela e disse:
-Tudo bem boneca? Tens passado muito tempo por estas bandas ultimamente.
-Estou a procura de emprego, mas penso que o senhor não tem nada a ver com isso.
- Se calhar até foi bom eu ter te visto. Tens aqui o meu cartão, se quiseres tens um lugar na minha família.- disse isto com uma ar matreiro e um sorriso nos lábios.
Passado alguns dias, Catarina voltava a olhar para o cartão e ficou assim alguns minutos, mas finalmente tinha tomado a sua decisão, pegou no telemóvel, ligou e disse:
-Boa tarde! Era possível falar com o dono?
-Sim, é só um momento.
-Ok! Obrigada!
-Quem fala?
-Olá, eu sou a Catarina, viu-me na rua ás uns dias e deu-me o seu cartão.
-Ah! Sim, lembro-me bem de ti. É um bocadinho impossível esquecer alguém com tanto potencial.
-Ah! Obrigada! Eu aceito o trabalho, quando é que posso começar?
-Primeiro, tens que vir cá para falarmos um bocadinho.
-Ok! Pode ser hoje?
-Sim! Então cá te espero.
Ela não sabia bem o que poderia esperar deste novo trabalho, mas os seus pais estavam a passar por dificuldades e o seu irmão mais novo precisava de comer, por isso pensava para si que iria fazer tudo o que fosse preciso para os ajudar.
Quando chegou ao local, Catarina avistou o homem ao longe a vir na sua direcção.
-Olá querida! Não tenhas medo, podes entrar já és praticamente da família.
Quando Catarina entrou viu que existia um mini bar com todas as bebidas alcoólicas que poderia imaginar, existiam umas salinhas, que a fazer de portas destas eram cortinas, os bancos e as mesas para os clientes conviverem e beberem e por último, a pista de dança com um varão.
-Olá! Eu sou a Gina.
-Sara!
-Olá! Isabel!
-Vanessa!
-Estas meninas que estão aqui ,eu ajudei-as como te estou agora ajudar.
-Sim! Acredito!
-Antes de começares tens que fazer um vídeo, é como se fosse um casting, mas este já está ganho.
Catarina ao ouvir estas palavras ficara com medo, mas só pensava na sua família e no jeito que o dinheiro lhe faria.
Voltando ao presente foi esse vídeo, que estragou a vida a esta rapariga, todos a criticavam e discriminavam.
-Olha quem vai ali! A mulher da vida.
-Não queres fazer uma dança no varão?
-Ela tentava conter-se, já tinha explicado aos país, porque que tinha feito aquilo, mas ninguém aceitava.
Por isso um dia Catarina já sufocado com que vivia, decidiu que o melhor era acabar com a sua vida, e foi o que fez atirou-se da varanda, mas antes deixou um vídeo que foi postado no youtube, onde ela dizia.
-Já não aguento toda a pressão que as pessoas estão a fazer em cima de mim. Eu sei que o que fiz  não foi correto, mas eu sou humana e todos nós cometemos erros, que além disso quando tive que ir trabalhar para aquele sítio foi porque necessitava de um emprego, e ninguém mais me tinha dado trabalho. Infelizmente foi na profissão mais velha de todas, eu sofri lá muito, tentaram abusar de mim, batiam-me , e todos vocês estão-me a discriminar, porque queria por dinheiro em casa? Fiz este vídeo, para dizer que já não aguento esta situação e vou pôr fim a minha vida, mas antes tinha que dizer isto a toda a gente. Até sempre!
Minutos mais tarde  depois  de ter postado o seu vídeo, põe termo à vida.


sexta-feira, 11 de julho de 2014

Selena Gomez



Não sei bem porque que decidi fazer este texto, mas queria escrever sobre uma pessoa que admiro muito, se calhar é porque sou adolescente mas tinha que o escrever.
Ela é a Selena Marie Gomez, nascida nos EUA no Texas , em 22 de Julho de 1992, a sua cor preferida é verde, é cantora, modelo, atriz, estilista, compositora, tem 5 álbuns e fez muitos filmes como: Outro conto da Nova Cinderela, Monte Carlo, Spring Breakers, Getway e muitos outros, até 2015 desenha roupas para NEO e é a embaixadora mais nova da UNICEF.
Eu gosto desta mulher, atualmente com 21 anos quase a fazer os seus 22 anos, admiro-a  pelo o facto de ter começado a trabalhar apenas com sete anos, para ajudar a mãe após a separação dos seus pais, e com isso descobriu a sua paixão pela representação, depois disso lutou apesar de ter recebido nãos e de lhe terem dito coisas menos simpáticas, ela nunca desistiu do seu objectivo e actualmente é das pessoas mais invejadas e adoradas por todo o mundo.
Selena continua a ser assim!  



Novidade no blog





Olá todos!
Tenho novidades vou começar no meu blog a publicar alguns estados que poderia publicar no facebook, mas acho que aqui estarão melhor devido ao facto deste ser o meu cantinho, e como são indiretas aqui estarão melhores.
 O meu último estado no face foi : Ter saudades de uma pessoa, mas ter o orgulho a mais para meter conversa. Mesmo eu.




O ano escolar finalmente tinha acabado, mas a sua paixão ainda existia.
Sentia-se triste, porque sabia que a pessoa em questão não merecia que a própria se sentisse assim.
Ela  tinha muitos pensamentos do que tinha acontecido e percebeu que tinha sido feliz na altura, apesar de todas as coisas menos boas que se tinham passado .
Mas por outro lado esta rapariga sentia-se magoada por coisas que tinham acontecido, e por atitudes que o rapaz tinha tido, por isso decidiu que custe o que custar que o ia esquecer, porque o verão era para se divertir e não para pensar no passado, já que o caminho é para a frente e ninguém merecia o que ela estava a sentir.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

As duas opções





Ela estava de frente para duas portas, sabia bem as qualidades e os defeitos de cada uma delas, mas não sabia qual delas iria abrir para encontrar a pessoa que queria.
Ela continuava a caminhar para ver se encontrava a resposta às suas dúvidas e inseguranças, mas de repente esta encontra uma caixa com uma folha lá dentro que dizia: Escolhas o que escolheres, acredita mais no teu coração do que na tua cabeça. A rapariga ficara um pouco confusa, porque gostava das duas pessoas em causa.
Continuava a caminhar pela imensa escuridão e onda de dúvidas e perguntas que esvoaçavam pelo ar, mas no fundo dum arbusto encontrou uma chave que dizia: Finalmente encontraste-me!
A rapariga foi a correr para ambas as portas e experimentou a chave e quando uma das portas se abriu a rapariga exclamou:
- Eu sabia! Segui o meu coração e escolhi a correta!
Agora é a tua vez!
Segue o teu coração e instinto e vive o momento o melhor possível.